sexta-feira, 11 de novembro de 2016

O Círculo Vicioso do Socialismo

.







Não escaparemos jamais deste círculo: a humanidade passiva e um grande homem que a move por intervenção da lei.

Uma vez nessa ladeira, poderia a sociedade gozar de alguma liberdade? “Sem dúvida!” E o que é a liberdade?

De uma vez por todas, a liberdade não consiste somente em um direito concedido, mas no poder dado ao homem para exercer e desenvolver suas faculdades sob o império da Justiça e a salvaguarda da Lei.

E não se veja aí uma distinção vã: seu sentido é profundo e suas conseqüências imensas. Pois uma vez admitido ser necessário ao homem, para ser verdadeiramente livre, o poder de exercer e desenvolver suas faculdades, resulta daí que a sociedade deve a cada um de seus membros uma educação adequada, sem a qual o espírito humano não pode se desenvolver, e instrumentos de trabalho sem os quais a atividade humana não pode acontecer.

Ora, por intervenção de quem a sociedade dará a cada um de seus membros a educação conveniente e os instrumentos de trabalho necessários, senão por intermédio do Estado?

Assim, a liberdade é o Poder. Em que consiste esse Poder? “Em possuir instrução e instrumentos de trabalho”. Quem dará a instrução e os instrumentos de trabalho? “A “sociedade, que tem o dever de fazê-lo”. “Por intervenção de quem a sociedade dará instrumentos de trabalho a quem não os possui? Do Estado”. “E de quem o Estado os tomará?”

Cabe ao leitor responder à pergunta e descobrir aonde tudo isso vai chegar




CLAUDE FRÉDÈRIC BASTIAT - Fonte:
http://www.alertatotal.net/2016/11/o-circulo-vicioso-do-socialismo.html?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+AlertaTotal+%28Alerta+Total%29
.