quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Venham conhecer a cidade que adotei e me adotou - Sao Roque a Terra do Vinho

.

A cidade de São Roque foi fundada por um capitão de São Paulo chamado Pedro Vaz Barros em 1657. O nome veio da devoção do fundador pelo santo. Pedro ficou encantado com a região. Logo mudou-se para lá com a família e mais 1200 índios e fundou fazendas de milho e uva.

Com o tempo, imigrantes italianos e portugueses chegaram as terras e cobriram os morros com vinhedos, fazendo de São Roque a Terra do Vinho. Em 1681, Fernão Vaz de Barros, irmão do fundador, constrói a Casa Grande e a Capela Santo Antônio, que hoje serve de pousada.

Em 1832 , São Roque foi elevada à condição de vila e, em 1864, à categoria de município. E, em 1990, devido ao seu grande potencial no cenário histórico, artístico, ecológico e cultural, foi elevada a categoria de Estância Turística. Seu amplo espaço e infra-estrutura de turismo oferecem aos visitantes um passeio inesquecível e vinhos saborosos.

Enquanto o centro de São Roque mostra toda uma infra-estrutura para receber os turistas, as redondezas têm como fazê-los se mexer. São reservas e serras lindas para se ver e conhecer. Como a Mata da Câmara, uma reserva da Mata Atlântica com 54 alqueires de mata preservada. É uma reserva ecológica reconhecida pela UNESCO repleta de mananciais e habitada por esquilos, lontras e outros animais silvestres.

Um passeio mais religioso é o do Morro do Cruzeiro, que é visitado por peregrinos e outros turistas de São Roque. No pico do morro encontra-se uma cruz e uma estátua de São Roque. Outro morro famoso é o Morro de Saboó, o ponto mais elevado de São Roque com 1000m de altura.

O topo só é atingido com caminhadas de nível médio e é uma visão privilegiada, sendo que em dias claros dá até para ver Sorocaba, a 40 km de lá. Outro passeio bem bonito é o Recanto da Cascata com um lindo jardim natural de flores e uma cascata que jorra com as águas do rio Carambeí. É, além de um belo lugar para passeios e caminhadas, o local onde ocorrem diversos eventos como a Expofloral.

Agora, quem quer uma aventura em São Roque, deve ir ao Ski Moutain Park. O turista tanto pode relaxar na lanchonete tomando chá como pode se aventurar nas pistas de ski e de mountain bike.

O centro da cidade de São Roque possui infra-estrutura para receber os turistas. Um bom passeio pelo centro faz o turista voltar no tempo.

A Antiga Estação Ferroviária, restaurada há pouco tempo, agora é a sede da Guarda Municipal, mas ainda mantém a forma antiga, sendo um museu para os visitantes. A Igreja Matriz de São Roque é a maior igreja que homenageia São Roque no Brasil. Tem linhas retas e modernas, destacando as pinturas no teto e na parede, consideradas obras de arte, assim comoo os vitrais.

Na Praça da República, todos os sábados e domingos, acontece a feira das artes, uma exposição de artesanato e de vinho, onde sempre tem uma banda se apresentando no coreto.

Nao podemos deixar de lembrar outras atracoes de Sao Roque, como a Feira de Orquideas e as maravilhosas alcachofras, que trazem tambem muitos turistas para a cidade.

Mas o que realmente atrai em São Roque é o vinho. Um passeio pelas adegas para provar cada um é o passeio mais indicado para quem quer conhecer a Terra do Vinho.

Inúmeras vinícolas, próximas à Zona urbana, muitas das quais com excelentes restaurantes, onde se pode provar massas artesanais. Em algumas adegas é possível o acesso à produção (tonéis, engarrafamento, degustação, acervo de máquinas antigas na produção do vinho).

Saiba mais sobre Sao Roque.
Acesse: http://www.saoroque.sp.gov.br/saoroque/homesite/default.asp
.