domingo, 8 de novembro de 2009

Outro conto de Malba Tahan

.



Conta-se que Ciro, Rei da Pérsia, durante uma de suas campanhas, venceu e aprisionou um príncipe da Líbia.

O príncipe foi levado ao Rei vencedor, juntamente com sua esposa e filhos.

Ciro perguntou-lhe:

- Que me dás se te conceder a liberdade?

- A metade do meu reino - foi a resposta.

- E se der a liberdade também, a teus filhos?

- Entrego-te, nesse caso, a outra metade do meu reino.

- Que me darás, então, pela liberdade de tua esposa? - tornou o rei persa.

Percebendo que agira precipitadamente ao oferecer tudo o que tinha, esquecido de sua companheira, o príncipe, depois de meditar um momento, disse-lhe:

- Entrego-me a mim mesmo pela liberdade de minha esposa.

O grande rei ficou tão surpreso ao ouvir esta resposta que concedeu liberdade a toda a família, sem exigir resgate nem fiança.

Ao regressar a casa, perguntou o príncipe à sua esposa se não havia reparado na fisionomia serena e altiva do soberano persa.

Ela respondeu:

- Não olhei, absolutamente para o Rei, nem para os nobres que o cercavam, porque tinha os meus olhos fixos naquele que estava disposto a dar-se a si mesmo pela minha liberdade.

(Fonte: br.groups.yahoo.com/group/culturainfancia)