quarta-feira, 13 de abril de 2011

Feirão do Imposto expõe o que você paga a mais em compras

.


Feirão do imposto 



Você já parou pra pensar o quanto gasta de impostos em tudo que você compra?

Todo mundo, certamente, já ouviu falar que nós, brasileiros, gastamos demais com impostos, mas ninguém nunca diz quanto, de fato, pagamos por eles. Você tem noção do quanto você gasta de impostos só pra fazer um almoço? Você sabia que até na água mineral os impostos são exorbitantes? Para conscientizar a população dos muitos impostos que pagamos, anualmente, acontece a Feira dos Impostos. Neste ano, a feira ocorre no Shopping da Cidade e atrai muitos populares.


Essa feira ocorre anualmente, desde 2003, quando foi idealizada em Santa Catarina, e é promovida pela CONAJE, Confederação Nacional dos Jovens Empresários. A AJE-PI (Associação dos Jovens Empresários), que é afiliada da CONAJ, realiza desde 2004, sempre em locais públicos, essa feira cujo objetivo é conscientizar a população sobre as cargas tributárias embutidas nos produtos e nos serviços consumidos no dia-a-dia.


O presidente da AJE-PI, Alexandre Magalhães, explicou que o que se vê na exposição “cada produto tem o preço de varejo dele, a porcentagem de imposto e o valor de imposto que é cobrado”. Além disso, ele comentou as oscilações que ocorrem nos produtos a cada ano: “nesse ano de 2009, por causa da crise internacional, principalmente com relação a tributos federais, como o IPI, tivemos significativos avanços de redução de impostos. então, houve redução de impostos, principalmente eletrodomésticos e veículos. Tanto é que a população consumiu mais, taí um efeito prático da redução da carga: os impostos diminuíram e a população realmente consumiu mais".


Pelo fato de esse ser um tema super interessante, muitas pessoas param na feira, questionam e ficam impressionadas com a quantidade de impostos que els pagam e, muitas vezes, nem sabem. "É um evento de cidadania. Não tem custo algum. Isso aqui acontece ao mesmo tempo no Brasil inteiro. Tem mais de 100 cidades hoje, fazendo esse feirão do imposto, ao mesmo tempo, na mesma hora, na mesma data", acrescentou Alexandre.


Atualmente, devido à legislação vigente no país, o segmento que tem tributação mais elevada é o de bebidas alcoólicas e cigarros, por não serem produtos essenciais. Setores como o de alimentos são, por exemplo, prejudicados à medida que muitos produtos não compõem a cesta básica por uma carga excessiva de impostos.


Entrevistamos Márcio José Barroso, um dos cidadãos que pararam na feira para observar os valores e as porcentagens de impostos que estavam expostos. “Eu acho que o imposto é muito alta a porcentagem: a gente paga muito para adquirir qualquer produto. 

Pelo que eu posso observar, tenho visto que tem aumentado o valor dos produtos e a gente fica assustado porque, às vezes, numa semana a gente vê e compra por um preço, quando vai na semana seguinte já é um valor superior”, disse o consumidor. 


Além disso, Márcio José ainda criticou a quantidade de impostos e sua relação com o aumento do salário mínimo: “Pelo valor dos produtos e pelo valor do salário mínimo, eu acredito que é uma falta de respeito ao consumidor porque a gente paga muito e ganha pouco. O valor do salário mínimo não dá pra alcançar exatamente o consumo que a gente faz. A gente fica numa situação muito delicada, é realmente, uma falta de respeito para com o consumidor!”, desabafou.

CONFIRA AQUI AS FOTOS


REPÓRTER: Tamires Coelho - Direto do Shopping da Cidade


(http://www.180graus.com/geral/feirao-do-imposto-expoe-o-que-voce-paga-a-mais-em-compras-248029.html)






PRODUTO
% Tributos/preço final
Mesa de madeira
30,57%
Cadeira de madeira
30,57%
Sofá de madeira/plástico
34,50%
Armário de madeira
30,57%
Cama de madeira
30,57%
Motocicleta de até 125 cc
44,40%
Motocicleta acima de 125 cc
49,78%
Bicicleta
34,50%
Vassoura
26,25%
Tapete
34,50%
Passagens aéreas
8,65%
Transporte Rod. Interestadual Passageiros
16,65%
Transporte Rod. Interestadual Cargas
21,65%
Transporte Aéreo de Cargas
8,65%
Transporte Urbano Passag. - Metropolitano
22,98%
MEDICAMENTOS 
36%
CONTA DE ÁGUA 
29,83%
CONTA DE LUZ   
45,81%
CONTA DE TELEFONE
47,87%
Cigarro 
81,68%
Gasolina 
57,03%
PRODUTOS ALIMENTÍCIOS BÁSICOS


Carne bovina
18,63%
Frango
17,91%
Peixe
18,02%
Sal      
29,48%
Trigo   
34,47%
Arroz  
18%
Óleo de soja   
37,18%
Farinha
34,47%
Feijão   
18%
Açúcar   
40,4%
Leite   
33,63%
Café   
36,52%
Macarrão   
35,20%
Margarina  
37,18%
Margarina   
37,18%
Molho de tomate   
36,66%
Ervilha   
35,86%
Milho verde   
37,37%
Biscoito   
38,5%
Chocolate   
32%
Achocolatado   
37,84%
Ovos
21,79%
Frutas
22,98%
Álcool   
43,28%
Detergente   
40,50%
Saponáceo   
40,50%
Sabão em barra   
40,50%
Sabão em pó  
42,27%
Desinfetante   
37,84%
Água sanitária   
37,84%
Esponja de aço
44,35%
PRODUTOS BÁSICOS DE HIGIENE


Sabonete  
42%
Xampu   
52,35%
Condicionador
47,01%
Desodorante   
47,25%
Aparelho de barbear   
41,98%
Papel Higiênico
40,50%
Pasta de Dente
42,00%
MATERIAL ESCOLAR


Caneta   
48,69%
Lápis   
36,19%
Borracha
44,39%
Estojo
41,53%
Pastas plásticas
41,17%
Agenda
44,39%
Papel sulfite
38,97%
Livros
13,18%
Papel
38,97%
Agenda
44,39%
Mochilas
40,82%
Régua
45,85%
Pincel
36,90%
Tinta plástica
37,42%
BEBIDAS


Refresco em
38,32%
Suco   
37,84%
Água    
45,11%
Cerveja
56%
Cachaça
83,07%
Refrigerante
47%
CD
47,25%
DVD
51,59%
Brinquedos
41,98%
LOUÇAS


Pratos   
44,76%
Copos   
45,60%
Garrafa térmica
43,16%
Talheres
42,70%
Panelas
44,47%
PRODUTOS DE CAMA, MESA E BANHO


Toalhas - (mesa e banho)
36,33%
Lençol
37,51%
Travesseiro
36%
Cobertor
37,42%
Automóvel
43,63%
ELETRODOMÉSTICOS


Fogão
39,50%
Microondas
56,99%
Ferro de Passar
44,35%
Telefone Celular
41,00%
Liquidificador
43,64%
Ventilador
43,16%
Refrigerador
47,06%
Vídeo-cassete
52,06%
Aparelho de som
38,00%
Computador
38,00%
Batedeira
43,64%
Roupas
37,84%
Sapatos
37,37%
MATERIAL DE CONSTRUÇÃO


Casa popular
49,02%
Telha
34,47%
Tijolo
34,23%
Vaso sanitário
44,11%
Tinta
45,77%
Fertilizantes
27,07%
Móveis (estantes, cama, armários)     
37,56%
Mensalidade Escolar
37,68% (COM ISS DE 5%)



.