quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

EU JÁ VI ESTE FILME

.











Nos meus 87 anos, vi coisa que não gostaria de ver. Vi autoridade governar meu País e vi a anarquia tomar conta dele, por duas vezes.

Vi Getúlio cair em 1945. Vi Dutra com o livrinho na mão, defendendo a Constituição e os políticos querendo acabar com ela. 



Vi a volta de Getúlio e de longe vi o seu caixão mortuário sendo conduzido pelos políticos que faziam que choravam, mas, alegres encontravam-se com a eleição garantida com a exploração do cadáver. 


Vi a subida de Café e sua doença. Vi a luta política para se evitar a volta daquele homem que morreu pobre. 


Vi a eleição de JK e a luta de Juarez Távora. 


Vi as Forças Armadas fugindo da politicagem e os politiqueiros querendo que elas fizessem revolução.

Aprendi e vi nossas Forças Armadas, sempre ao lado da legalidade, e os politiqueiros (vivandeiros) fazendo revoluções - 1930, 1932, 1935, 1938, 1945,1954 e 1964 sempre feitas por civis e as Forças Armadas ficando ao lado da Lei. Citar o nome dos civis revolucionários seria um nunca acabar. O principal deles, Getúlio e chega.

Vi a eleição de Jânio e todos com esperança. Tirou a "escada" e o povo ficou pendurado na brocha.

Em 1961, queda de Jânio, quase que vamos à guerra civil. Não foi nenhum militar que mandou o louco ir embora e sim, ele mesmo, que queria ser um ditador. Passou por ser honesto e morreu rico e os herdeiros quase se matando pelo dinheiro.

Vi a chegada de Jango. A esquerda vibrava. Campos de treinamento em Goiás.

Dinheiro chegando e sendo roubado. Quem diz é Luiz Mir no livro "Revolução Impossível", e Fidel, falando que Brizolla ficou com o dinheiro. Heitor de Paola afirma que, em reunião viu, com os próprios olhos dinheiro e armamentos trazidos de Cuba.

Vi a anarquia reinar no País, entre 1961 e 1964. Eram greves, revolução dos sargentos, sargento-deputado querendo entrar nos quarteis, almirante jogado no ar pelos fuzileiros, país quebrado e revoltas, comícios pregando a revolução comunista, brasileiros tirando curso de guerrilheiro nas China, Cuba, Rússia para matar gente e não plantar flores.

Vi a revolta da Polícia Militar do Piaui e para lá fui designado a fim de comandá-la. Vi a anarquia total e vi a oposição querendo tirar proveito da situação caótica em que ela se encontrava, pois, ao passar o governo, deixou o funcionalismo com alguns meses de atraso. Enterrei filhos de soldados mortos pela fome e não vi nenhum político, no enterro. 



Vi de tudo que se possa imaginar.

Não vi a revolta da Polícia Militar do RN. O meu amigo, cel Silva, que, logo depois, perdeu os três dedos, na explosão da bomba colocada no Aeroporto dos Guararapes, pelos "Santos Comunistas criminosos", contando-me o que por lá viu e as causas eram as mesmas - fome e irresponsabilidade. O povo desesperado e os comunistas, na rua, fazendo mil greves para criar o caos. O Marechal Castello, com sua ordem para ser mantida a cadeia de comando a todo custo. Comício do Automóvel Clube com a participação dos sargentos, com atos de indisciplina. Comício da Central do Brasil foi quase que o sinal para o início da revolução de esquerda. Levante dos sargentos em Brasília.

Minas parte e o Brasil aliviado começa a reviver a ORDEM E O PROGRESSO.

Nova esperança e a esquerda sem rumo. Prestes que tinha ido a Moscou dizer a situação política brasileira, afirmou que o Partido já estava no governo, faltava, apenas, tomar o Poder. Voltamos a ter ordem e a Nação progredindo. Falar no que foi feito, é apenas relembrar portos, hidrelétricas, estradas, Correios e Telégrafo, o melhor do mundo, Ponte Rio–Niterói, programa do álcool, pesquisa em águas profundas da Petrobrás, EMBRAPA e aumento da produção da agricultura etc, etc.

Vem a revolução da Sorbonne, cujo lema era: "É PROIBIR PROIBIR". Anarquia no mundo e uma total irresponsabilidade. Governos militares com ordem e trabalho. Medici aplaudido, no Maracanã. Duas crises do petróleo e o Brasil indo em frente.

Vem a guerrilha e a luta armada, na tentativa de implantar a Ditadura do proletariado. Não foram plantar rosas em Xambioá e sim matar gente. Perdidos gritam que defendem a democracia. Mentirosos, e continuam mentindo.

Vem a Anistia. Governos civis. Inflação no mundo. Um Partido, PT, pregando a moral e a salvação da Pátria. Eram os novos santos da política brasileira.

Ganham a eleição em 2001. Tudo ia mudar e mudou. Nada foi feito. Assaltaram os cofres públicos. Os grandes ladrões soltos e agora as Polícias Militares e Civis, em greve. Toda semana cai um ministro e o probo continua. Revista Forbes afirma que a fortuna do ex-presidente é de dois bilhões de dólares.

Parece que cairam do céu. Nada a ser apurado.

Voltemos, no tempo.
 Eu já vi esta história e este filme




É A HISTÓRIA VERDADEIRA DO BRASIL
OS CIVIS ESTÃO LOUCOS POR UMA REVOLUÇÃO, PARA IMPLANTAR UMA DITADURA DE ESQUERDA. 
NÃO FAZEM, POIS SABEM QUE AS FORÇAS ARMADAS ESTÃO ATENTAS.

.