sábado, 13 de agosto de 2011

Tempos Modernos


.







No meu desalento procuro entender, 
se passo na vida, ou a vida é que passa !
Eu devo estar velho, ou cansei de viver, 
e agora não sei realmente o que faça !


E vejo confuso o probo hoje ser 
aquele que honesto serviu de chalaça, 
por ser virtuoso cumprir seu dever.
Só vence quem usa da fraude, a trapaça !


Na música o som meus ouvidos tortura, 
no verso, na prosa e até na pintura, 
se exalta o vulgar com incenso e louvor.


Nos tempos modernos - é regra geral, 
porque sem critério, no mundo atual, 
mudou-se o conceito, inverteu-se o valor !




(Roger Feraudy  - Fonte: http://www.rauldeleoni.org/soneto.html)