sexta-feira, 24 de junho de 2011

Eu sou lúcida na minha loucura

.



"Eu sou lúcida na minha loucura, permanente na minha inconstância, inquieta na minha comodidade. Pinto a realidade com alguns sonhos, e desejo transformar alguns sonhos em cenas reais ( com você...). Choro lágrimas de rir e quando choro pra valer não derramo uma lágrima.

Amo mais do que posso e, por medo, sempre menos do que sou capaz. Busco pelo prazer da paisagem e raramente pela alegre frustração da chegada. 
Quando me entrego, me atiro e quando decido não volto mais. Mas me leve a sério, sei que nada é definitivo, mas quero que dure eternamente...rs. 

Prefiro as noites porque me nutrem na insônia, embora os dias me iluminem quando nasce o sol. 

Acredito em bruxas, fadas e feitiços. Não vou à missa... mas  rezo pra algum anjo de plantão e tenho fé na natureza, em Deus.

Quando é impossível, luto. Quando é permitido, seguro.

Bebo pouco porque  me gosto sóbria, fumo raramente pra enganar a ansiedade e não aposto em jogo de cartas marcadas. Penso muito, mas muito mais do que deveria... E falo muito, nem sempre o que desejo, preciso ou cabe falar. Eu sei....

Prefiro cara lavada — exceto por um traço preto no olhar e um batom — pés descalços, cabelo solto,... nutro uma estranha paixão por camisetas velhas e sinto falta de uma tatuagem na nuca.

Mas há uma mulher em algum lugar em mim que usa caros perfumes, sedas importadas 
 e brilho no olhar, quando se traveste em sedução. 

Se você perceber qualquer tipo de constrangimento, não repare, eu não tenho pudores mas, não raro, sofro de timidez. E note bem: não sou agressiva, mas defensiva. Impaciente onde você vê ousadia. Falta de coragem onde você pensa que é sensatez. 

Mas mesmo assim, sempre pinta um momento qualquer em que eu esqueço todos os conselhos e sigo por caminhos outros... estranhos desertos buscando... E, ignorando todas as regras, todas as armadilhas dessa vida urbana, dessa violência cotidiana, se você me assalta, eu reajo.


(Martha Medeiros - Fonte: http://pensador.uol.com.br/frase/NTE5NDU0/)

******************************************* 

“Meu mundo se resume a palavras que me perfuram, a canções que me comovem, a perguntas sem respostas, a respostas que não me servem, à constante perseguição do que ainda não sei. Meu mundo se resume ao encontro do que é terra e fogo dentro de mim, onde não me enxergo, mas me sinto.”