terça-feira, 29 de setembro de 2009

10 Trovas de Amor

.


MENINA DA BOCA DOCE,
DE LÁBIOS SABOR DE MEL,
BEIJÁ-LA É COMO SE FOSSE
ESTAR ENTRANDO NO CÉU.

PROCUREI A FELICIDADE
POR ESTE MUNDO SEM FIM,
SEM SABER QUE NA VERDADE
ESTAVA DENTRO DE MIM.

SEJA NA PAZ OU NA GUERRA,
QUER NA ALEGRIA OU NA DOR,
O MAIOR PODER NA TERRA
TEM QUATRO LETRAS: AMOR!

JOGUEI-LHE UM BEIJO À DISTÂNCIA,
COM FÚRIA INCONTIDA E LOUCA,
E ELA, COM TODA A ELEGÂNCIA,
TROUXE-ME O BEIJO NA BOCA!

PARA MATAR AS SAUDADES,
FUI VER-TE, EM ÂNSIAS, CORRENDO,
E EU QUE FUI MATAR SAUDADES,
VIM DE SAUDADES MORRENDO.

QUANDO TE BEIJO, QUERIDA,
UM MILAGRE SE OPERA,
COLHO NO OUTONO DA VIDA
AS ROSAS DA PRIMAVERA.

SONHEI QUE ME DISSESTE
O QUE NUNCA ME DIZES,
SÓ MESMO EM SONHO FIZESTE
AS MINHAS HORAS FELIZES!

NÓS TANTO NOS PERTENCEMOS,
NOSSO AMOR VAI TÃO ALÉM,
QUE NÓS DOIS JÁ NÃO SABEMOS
QUAL DE NÓS É MAIS DE QUEM!

QUERIA QUE CHOVESSE
UMA CHUVA BEM FININHA,
PARA MOLHAR SUA CAMA
E VOCÊ DORMIR NA MINHA.

QUANDO ESTOU LONGE DE TI,
O TEMPO, MALVADO, TRAZ,
VENTURA SEMPRE DE MENOS,
SAUDADE SEMPRE DEMAIS!

(Fonte: http://minhahistoria.net)