sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Nossas horas

.


Já é tarde...

Deite-se ao meu lado.
Deixe-me acariciar os seus cabelos, beijar seus olhos,
passando a mão lentamente no seu peito.

Agora vire-se para mim.
Olhe dentro dos meus olhos e veja todo o meu amor.
Veja dentro deles a saudade que senti,
nas horas que custaram a passar.

Sinta no meu corpo o perfume que tanto gosta,
A pele delicada das minhas mãos nas suas,
Meus dedos entre os seus.

Venha, encoste o seu corpo ao meu.
Juntemos nossos corpos, nossas peles.
Nossas almas já se uniram há tanto tempo
que me perdi em você e o amor que sinto agora,
faz com que eu não queira me encontrar.

Passe a sua mão entre as minhas pernas,
descubra novamente meus segredos mais guardados
e deixe que minhas mãos relembrem os seus.

Vamos repetir o nosso ritual de prazer
para juntos perdermos os sentidos
no prazer que abre as portas do infinito.
.