terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Black (o gato preto)

.


12-27-03 011.jpg



O gato preto se alimenta só de borboletas na Primavera e no Verão...Quando chega o Outono ele se vê comendo mariposas e acho que não gosta muito, já que ele, o Black ( o gato preto) é, por excelência, um ser dotado de senso estético. 

As borboletas são tão lindas! !!! Coloridas, com asas que batem sensualmente...Ele as abocanha quando estão cheias de sol e muito brilho. Fica com a barriguinha fosforescente, iluminada mesmo! Isso tudo é no Verão , compreende? Sim, no Verão e na Primavera, esse "pirata" de olhos verdes, depois de encher a pancinha de luz, preguiçosamente se derrete ao sol no deck. De boca aberta, dentinhos como pérolas de arroz, língua pendente no canto da boca...Mais pareceria um bêbado se nao fosse tão lindo! 

Vez por outra acorda, langorosamente se espreguiça esticando todo seu delgado corpinho, uma pata depois da outra e...alguns passos elegantes até o pote de água fresca ( que a "mulherbrasileriaquefalagozado" trata de manter sempre em dia) e bebe delicadamente. 

Ele ( o gato preto) não sabe que fica mais feioso no Verão...

Tratamos de fazer com que ele não perceba sua fealdade. Seu pelo cai, suas inúmeros cicatrizes (tantas e tantas noites namorando pelo bosque...) ficam à mostra. 

É engraçado esse Black! Anda com a majestade que nosso Amor lhe confere, mesmo quando mais parece um morcego velho! Tratamos que ele jamais perceba que, no Verão, só mesmo sua barriguinha brilha! Acho que ele não suportaria o impacto desta imagem!!!!!!

Já quando vem o Outono, junto com a mudança de cor das folhas nas árvores, que vão de um verde forte até os muitos tons avermelhados e dourados, o gato preto, meu querido Black, começa a receber direto de Deus sua manta de vison especial. Dia a dia vai se transformando e dia a dia fica mais lindo. 

Mas...o preço de toda essa beleza é... ter que comer mariposas!

Feias e nervosas (talvez por isso tão feias...) primas pobres das borboletas. ele as faz sofrer antes de engoli-las. Ele usa de extremo sadismo com estas feiosas. 

As coitadas estrebucham, batendo em vão as asas e ele pacientemente as mira. Acho que tudo isso é mais um ritual pra ele. 

Estranho ritual! No fim ele não se satisfaz com a tal da feiosa mariposa. Acaba comendo ração para gato, o que me parece ser uma imensa indignidade tratando-se do Black. Mas indignidade realmente é ir dormir com o estômago vazio... Ele come a ração!

" Papai" já providenciou o aquecimento para a casinha, "Home Sweet Home" de fato! Quentinha e segura, o bichano só coloca o delicado narizinho pra fora. Os olhos semi-abertos, não demonstram muita curiosidade!!! Ele parece pensar: " Quero mais e que o mundo se acabe em barranco! Está tão quentinho aqui..."

O Inverno chegou e o Black está lindo! Seu casaco de mink está precioso este ano! E ele anda a passos de quem sabe disso... 

Pela manhã, quando abro a porta e dou meu "Bom Dia Gato Ordinário!", ele parece apreciar a saudação, dá dois miados, põe a pequena e linda cara na porta de sua mansão e, com os olhos verdes entreabertos me olha de esguelha...Vem como quem não quer nada... Devagar... Devagar quase parando...

Quando chega bem pertinho de mim escancara os olhos de um verde muito muito verde e mia fininho: " Stupid Brazilian Woman, give me NOW my milk! E não aqueça demasiado, ouviu??!" Obediente vou esquentar o leitinho do bichano, mimado gato preto!

Adquiriu novo hábito... Não sei aonde foi buscar tanta esperteza! 
Quando não está muito frio, vai lá pra baixo, senta debaixo da árvore, fica quieto, mal respira. Não se move. É como se não estivesse lá ou...quem sabe...estivesse morto! Mortinho... 

Não! Ele espera que a passarinhada venha comer, quem sabe um incauto venha num voo rasante e...ZASSSSSS - O Black pega no ar o coitado do passarinho! 

E aí você me pergunta: " É pra comer??" É sim, mas só depois de mostrar pra "Mamãe"!!! 

Ele come só um pedacinho...(sabe como é... a gula!) e põe o coitado do defuntinho alado mutilado no tapetinho que fica do lado de fora da porta do deck. 

A "estúpida mulher brasileira" que vem a ser a " Mamãe" também... sou eu! 

Abro a porta, elogio o pequeno assassino de verdes olhos, olhos de jade, faço festa, canto música e digo que ele é verdadeiramente um HERÓI! Ele pega o passarinho (mutiladinho coitado...) e vai comer longe. 

Esperamos a neve, só nevou três dias aqui em Tecumseh. Todo Oklahoma espera pelo frio. O Black parece pensar que ela, a neve, não vai chegar...Anda lá pelo jardim, corre pelo bosque, olha minhas tulipas que começam a despontar na terra. Será a Primavera que chega???? Achamos que sim. Afinal o gato preto, o meu Black , sabe das coisas!


Oct. 12 021.jpg



Afinal chegou a Primavera. Essa e a estação que encanta aqui... As tulipas despontaram, amarelas e negras, belíssimas! Black ronda pelo bosque, espicha o corpinho , espreguiça, tira sonecas. Parece que há algo no ar....

Será uma nova gatinha no pedaço? Sei lá... o gato preto parece ensimesmado....

Uma noite de tempestade... trovões e raios... vento uivando... Madrugada.

Escuto um miado bravo, bravo mesmo mas curto e rouco.

Dia seguinte chega novo, céu bem azul, poucas nuvens no céu.

Não vejo o Black. Coloco o leitinho dele (na temperatura que ele aprecia) perto da porta.

Nada do Black.

O Bob fala para eu não me preocupar: afinal Black é um gato e mais: um gato pirata! Deve sim ter encontrado uma nova namoradinha por ai...

As horas se multiplicam, os dias passam.

Nada do meu Black.

Procuro por ele, chamo, falo doce, grito brava mas.... nada!

O Black desapareceu. Como tantos personagens, tantos heróis da História... simplesmente desapareceu, sem deixar rastros, nunca encontramos seu corpinho para dar um lugar oficial de descanso.

Sumiu. Nao se sabe o que aconteceu com o temperamental Black.

Assim como viveu, se foi: cheio de surpresas, deixando um ponto de interrogação na sua ausência. E muita saudade.

Te amo Black!

Mamãe





(Esther Crouch "Mucha")
.