domingo, 16 de novembro de 2008

Muita pretensãodos Petralhas

.
Uma overdose de Obamania e uma expectante esperança de milagres pode ser a desgraça deste novo presidente, que, segundo se ouviu, terá que solucionar
problemas desde o Paquistão até às favelas do Quenia e Rio de Janeiro se quiser cumprir com tudo que dele se espera. Será afinal a vinda do Novo Cristo? Ou do Anti-Cristo?

Eu espero que a poeira da histeria coletiva baixe e este jovem politico possa começar a buscar soluções para os problemas de seu país, prioritariamente...para isso ele foi eleito e não para ser o "fado-madrinho" do mundo. Se der para o demais, ótimo...mas já será lucro.

E não é dele que as outras nações devem esperar soluções, cada qual que tenha competência e disposição para fazer direito sua lição de casa. Mas antes que a poeira baixe de vez e a cortina da dura realidade se abra, deixe eu aproveitar para fazer umas poucas observações sobre o tema:

1) A ousadia arrogante de Lula de seguidamente colocar-se e ao seu grupelho latino americano na mesma prateleira histórica que Obama: pela primeira vez..."um índio, um metalúrgico, um negro..."

A diferença é que este homem que Lula chama de "primeiro presidente negro" (segundo a nova ortodoxia petista o correto seria Lula chamá-lo de afro-descendente, portanto ou já está sendo preconceituoso...ou agora lhe convém chamá-lo assim) estudou, é formado e antes de ser politico trabalhou em projetos sociais... tanto quanto sua esposa advogada, mulher inteligente, batalhadora e idealista que defendia causas para os cidadãos mais pobres independentemente da cor de sua pele. Nunca Obama, como Lula, paralisou fábricas, nunca foi responsável pela fuga de todo um parque industrial que preferiu se afastar deste inimigo deletério e seus pelegos para que as empresas pudessem sobreviver.

Tentar ombrear-se com este culto cidadão do mundo é uma ousadia que só se explica pelo tamanho da vaidade e do egolatrismo de Lula. É muita pretensão, tem dó!

2) A diferença de postura e de discurso entre o republicano McCain que, perdendo nas urnas, se curvou ao seu novo presidente e pediu apoio irrestrito de todos Republicanos à ele...e a pequenês de Marta Suplicy...quando após a derrota, incitou seu eleitorado à vigiar e cobrar as promessas de campanha feitas por Kassab....

E já no dia seguinte as ruas de Vila Mariana , aqui em São Paulo, estavam paralisadas pelo Movimento dos Sem-Tetos, numa clara demonstração de agilidade da militância petralha.

Nessas horas é que se vê a distancia de anos-luz a separar-nos qualitativamente dos países de primeiro-mundo e de alguns de seus dirigentes . Infelizmente a receita de um ótimo bolo pode ser a mesma usada por vários, mas se os materiais empregados forem de má qualidade...o resultado é o que se vê por aqui.

Que Obama encontre soluções para a grave crise que assola seu país , e que este jovem presidente possa inspirar , com sua conduta, os governantes mais carentes de qualidades pessoais...que abundam pela Latino-América ! Se fizer isto, já terá feito muito!

(Mara Montezuma Assaf- 06/11/2008