quinta-feira, 8 de julho de 2010

Eu bem que avisei! O seca-pimenteira fulminou a Alemanha!!!

.


Pois é… Eu não sou um desses analistas de pesquisas eleitorais que dão plantão em jornais, convertendo torcida em ciência, mas tenho minhas intuições com base em fatos.

- Lula grudou no Corinthians, que ambicionava a Libertadores. O Corinthians se danou!

- Lula grudou na Seleção Brasileira. A seleção perdeu (juntaram-se urucubaca com Dunga: parceria invencível).

- Lula exaltou as seleções do Mercosul. Foram caindo como moscas. Restou o Uruguai.

- Lula torceu para ao Uruguai. O Uruguai perdeu.

- Lula disse torcer para a Alemanha porque há um brasileiro no time. A Alemanha está fora.

Escrevi ontem este post aqui, ó:

O OLHAR FATAL DE LULA

Reflexões de Lula na Tanzânia. Leiam. Volto em seguida:

“Espero que tenha algum jogador brasileiro em alguma seleção que esteja disputando a final. Se for o Uruguai, nós temos pelo menos um bom jogador do Botafogo na seleção do Uruguai. Se for a Alemanha, nós temos um brasileiro naturalizado”.

“Nós temos como representante do Mercosul o nosso querido Uruguai e estaremos todos torcendo para que o Uruguai seja campeão do mundo. Nada contra os europeus, mas tudo favorável ao Mercosul.”

Comento

Pois é… A Holanda tem uma seleção certamente superior à do Uruguai, e a tarefa dos companheiros já não era fácil. Mas aí veio a torcida do seca-pimenteira… Aí, meus amigos, não tem jeito: a vaca vai para o brejo mesmo.

A Alemanha, com o seu time dito multicultural - já houve tonto chamando a seleção alemã de “multirracial” (se “raça” não existe, por que existiriam “raças”?) -, deve fazer, sei lá, um culto ecumênico para se livrar da urucubaca.

Os alemães enfrentam os espanhóis amanhã. São muito superiores - mas agora contam com a torcida de Lula. Não há favoritismo que tenha resistido a esse “olhar”…

Quanto à tese das seleções do Mercosul, esposada até por certa babaquice jornalística, dizer o quê? O mais perto que o bloco econômico está da Copa, por enquanto, é a Espanha - e, mesmo assim, fazendo certa concessão ao “colonizador”, né? Pode-se defender também a torcida em favor da Holanda, uma homenagem à herança deixada por aquele povo em Pernambuco.

Seja como for, no terreno, diria, “espiritual”, a Seleção da Holanda passou a ser favorita. Lula não lançou sobre ela o seu olhar fatal.

Encerro

Os técnicos de Espanha e Holanda devem se precaver: desde já, repudiem a torcida de Lula. Nada sobrevive àquele olhar… E depois falam do pé frio de Mick Jagger?

Quer acertar o bolão, amigo? Tente saber para quem Lula está torcendo.

(Reinaldo Azevedo)