sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Histórico do Escândalo na Casa Civil - PF prepara o indiciamento do filho de Erenice

.

 

Com mais esse depoimento, PF prepara o indiciamento do filho de Erenice

 

A ex-ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, e seu filho, Israel Guerra




Em depoimento à Polícia Federal, Ana Veloso, irmã do ex-piloto de motocross Luís Corsini, confirmou o que ele já havia revelado a VEJA em setembro: Corsini pagou 40.000 reais a Israel Guerra, filho da ex-ministra-chefe da Casa Civil Erenice Guerra, em troca de um patrocínio de 200.000 reais da Eletrobras.


Ana depôs à PF na tarde de terça-feira. De acordo com a edição desta quarta-feira do jornal
O Estado de S. Paulo, com as informações dela anexadas ao inquérito que investiga o esquema de tráfico de influência operado por Israel com a ajuda da mãe na Casa Civil, o delegado Roberval Vivalvi deve preparar o indiciamento do filho da ex-ministra.


A irmã do ex-piloto disse à PF que o patrocínio estava “entravado” e que a estatal havia recusado o mesmo pedido em 2007. Foi só quando Corsini entrou em contato com Israel que as coisas começaram a andar. Segundo Ana, o filho de Erenice apresentou-se ao ex-piloto dizendo que "a mãe e a tia" o ajudariam a remover as dificuldades. A tia em questão é Dilma Rousseff, hoje candidata do PT à Presidência, que ocupava o cargo de ministra-chefe da Casa Civil na ocasião.

 



Dilma renunciou ao cargo em março para disputar a eleição. Em seu lugar deixou Erenice, seu braço direito. Era justamente na Eletrobrás que a influência das duas se fazia mais forte.



As informações reveladas por Ana foram as mesmas que seu irmão disse à PF no depoimento que prestou na última quinta-feira. Corsini afirmou que, se não fosse a ajuda de Israel, não teria recebido o patrocínio. Em setembro, o ex-motociclista, que é o chefe da Corsini Racing, equipe que recebeu o patrocínio da Eletrobras, revelou a VEJA que teve de negociar com Israel Guerra a ajuda do governo. A Eletrobras liberou 200.000 reais para a equipe, mas apenas 160.000 reais foram parar nas mãos dos atletas. Os 40.000 restantes ficaram com Israel e sua turma.



De acordo com o depoimento de Ana, o dinheiro foi liberado em duas parcelas. Como Israel sabia exatamente quando o dinheiro seria depositado, começou a pressionar Corsini pelo imediato pagamento de sua comissão. O piloto demorou a efetuar o pagamento e Israel, então, intensificou a cobrança. Sua pressão se estendeu a Ana, que trabalha na equipe. "Foi chantagem mesmo e eu vim aqui reafirmar tudo em detalhes", afirmou ela ao jornal antes de entrar na sede da PF.



 
VEJA revelou, no mês passado, que Israel Guerra transformou-se em um lobista em Brasília, intermediando contratos entre empresas e o governo. A Capital Consultoria, empresa comandada por ele, cobrava uma comissão de 6% para facilitar negociações de empresas privadas interessadas em firmar contratos com estatais. O escândalo derrubou Erenice Guerra do cargo de ministra-chefe da Casa Civil.



 


Em 11 de setembro, VEJA traz à tona um caso surpreendente de aparelhamento do estado. Sua figura central é Erenice Guerra, ministra-chefe da Casa Civil, sucessora de Dilma Rousseff. A reportagem demonstra que, com a anuência e o apoio de Erenice, seu filho, Israel Guerra, transformou-se em lobista, intermediando contratos milionários mediante uma 'taxa de sucesso'. Cinco dias depois, Erenice deixa a pasta. No mesmo dia, seu filho e seu irmão são demitidos. E Dilma, que havia achado a denúncia 'mais um factoide', opina que a saída de sua antiga colaboradora é a 'atitude mais correta'.

 

 

Erenice admite encontro

À PF, ex-ministra da Casa Civil confirma reunião com empresários, mas nega irregularidades



Lula quer aumentar mandato

 

 

A dica de Lula

Presidente orientou Dilma a mostrar 'indignação' com o esquema de corrupção na Casa Civil





 
Extorsão na Casa Civil

Em VEJA de 20/10/2010

'Fui extorquido na Casa Civil'

Deputado revela cobrança de propina
Dilma Rousseff ao lado de Lula e à frente de José Dirceu durante sua posse como ministra da Casa Civil, em 2005

No coração do
governo

Relembre denúncias envolvendo a Casa Civil
 
Fabio Baracat, empresário envolvido em denúncias contra Israel Guerra, filho de Erenice Guerra, ex-ministra da Casa Civil

Depoimento

Empresário confirma tráfico de influência

Fábio Baracat denunciou esquema a VEJA
Israel Guerra, filho da ex-ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, ao lado de Vinícius de Oliveira Castro, ex-assessor da Secretaria-Executiva do Ministério.

Em VEJA de 22/09/2010

Propina era paga dentro da Casa Civil

Sócio de Israel Guerra recebeu R$ 200 mil
 
Radar on-line - thumb

Radar

Mais um no Bolsa Família da Erenice

Agência de Águas abriga primo da ex-ministra
O órgão, dirigido pelo ministro Paulo Bernardo, espera agora um cenário mais benigno para a inflação

Governo

Lula escala Paulo Bernardo contra crise

Presidente teme novo escândalo nos Correios
 
José Roberto Carvalho Campos, marido de Erenice

Risco

Família de Erenice preocupa Dilma

Denúncias têm impacto eleitoral, diz pesquisa
Erenice Guerra

Lobby

Planalto foi avisado sobre filho de Erenice

Empresário enviou série de e-mails à Casa Civil
 
blog sobre palavras

Sobre palavras

O lobby perdeu a inocência

Palavra agora é cercada de sentidos escusos
Erenice Guerra, em imagem de 2008, quando era secretária executiva da Casa Civil

Perfil

Quem é Erenice Guerra?

Conheça a trajetória da ex-braço-direito de Dilma
 
Ponto de vista

Ponto de Vista

O pecado capital
do petismo

Erenice caiu porque se tornou um incômodo
Vida em rede

Vida em rede

Saída de Erenice é nº 1 do Trending Topics

Boa parte dos tweets mostrava indignação
 
blog do reinaldo azevedo

Reinaldo Azevedo

Erenice não existe; Erenice é Dilma

Elas já trabalharam em perfeita sintonia
O ex-presidente e sociólogo Fernando Henrique Cardoso

Repercussão

FHC: caso Erenice "é o mensalão de novo"

Ex-presidente acusa Lula de autoritarismo
 
Prédio da Anac em Brasília

Família

Filho de Erenice teve cargo na Anac

E irmão manteve contrato especial com a Infraero
Menos de 10% do orçamento é composto de despesas sobre as quais o governo tem liberdade para administrar

Esplanada

Família também agiu em Minas e Energia

Ministério tem influência de Dilma Rousseff
 
Advogado do PT, Márcio Luiz Silva – 16/06/2010

PT

Advogado cederia escritório de novo

'Erenice é minha amiga', explica Márcio Silva
A candidata do PV, Marina Silva

PV

Marina: é a 'barbárie administrativa'

Candidata pede investigação rápida
 
Debate presidencial Rede TV 2

Eleições 2010

Denúncias dominam debate na TV

Dilma diz ter a 'melhor impressão' de Erenice
Israel Dourado Guerra (filho de Irenice Guerra), 09/09/2010

Em VEJA desta semana

O filho lobista da ministra Erenice

Reportagem revela esquema de lobby
 
Info polvo no poder

Em VEJA de 08/09/2010

O partido do
polvo

PT promove ocupação implacável da máquina
 
  (http://veja.abril.com.br/tema/erenice-guerra-escandalo-na-casa-civil)