quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Homem morto é julgado em SP

.
Do G1

Acusado de homicídio morreu na prisão em abril, mas Justiça não sabia.

Em julho, STJ negou habeas corpus e, na semana passada, TJ revia pena.

A lentidão na Justiça criou um caso curioso em São Paulo, o julgamento de um homem morto. Condenado por roubo e assassinato, Afonso Benedito, conhecido como o “maníaco de Higienópolis”, morreu em abril na penitenciária onde cumpria pena. Em julho, teve um hábeas corpus negado pelo Superior Tribunal de Justiça e, na semana passada, a pena revista por desembargadores paulistas. Ninguém sabia que o réu não estava vivo.

(A justica nega Habeas Corpus para defundo, mas libera o Daniel Dantas. Deve ser porque ele e Muito Vivo...)
.