quinta-feira, 9 de outubro de 2008

OMS: crise financeira vai aumentar incidência de doenças mentais

Reuters

GENEBRA - A crise financeira mundial provavelmente vai provocar um aumento dos problemas de saúde mental, inclusive de suicídios, afirma a Organização Mundial de Saúde (OMS), num alerta emitido nesta quinta-feira. Segundo a entidade, milhões de pessoas já são afetadas por distúrbios mentais como depressão e desordem bipolar, e o atual descalabro dos mercados poderia exacerbar os sentimentos de desespero entre as pessoas vulneráveis a estas doenças.

A agência das Nações Unidas disse que o impacto poderia ser especialmente importante nas pessoas que vivem nos países em que o acesso aos tratamentos costuma ser limitado.

Não deveríamos nos surpreender ou subestimar a turbulência e as possíveis conseqüências da atual crise financeira. Estamos vendo uma enorme lacuna na atenção às pessoas com grande necessidade - disse a diretora geral da OMS, Margaret Chan, num encontro de especialistas em saúde mental.

"Não seria surpreendente ver mais estresse, suicídios e distúrbios mentais." (Margareth Chan, presidente da OMS)