domingo, 26 de outubro de 2008

A São Borja de Lula

.
A cidade de São Bernardo — onde o PT havia conseguido eleger o prefeito uma única vez, e o eleito, Maurício Soares, deixou o partido dois anos depois — fez a eleição mais cara do Brasil. Não! Esperem: o voto por habitante é o mais caro caso se considerem os gastos milionários do PT. E tanto investimento acabou sendo, vá lá, compensador para os petistas. O ex-sindicalista e ex-ministro Luiz Marinho foi eleito com 58,18% dos votos, contra 41,82% de Orlando Morando, do PSDB. A máquina federal atuou de forma tão avassaladora na cidade, que o desempenho do tucano pode ser considerado quase heróico. Lula simplesmente não admitia a hipótese de perder a eleição na cidade, e todo o esforço da campanha — que foi gerenciada pela CUT, não pelo PT local — foi feito para eleger Marinho no primeiro turno.

Por que tanta preocupação com São Bernardo? A cidade será, simbolicamente, o retiro de Lula a partir de 2011. Se ele conseguir fazer o seu sucessor, estará, volta e meia, por ali como um oráculo, para dar os conselhos a seus “filhos”. Se não conseguir, pretende fazer da cidade a sua São Borja, de onde ameaçará, dia sim, dia também, um retorno ao cenário nacional. Isso, claro, caso não se candidate ao governo mundial, num disputadíssimo confronto com Barack Obama...


Por Reinaldo Azevedo